Sobre acessibilidade

Áreas

22/05/2018 - 15:15

Agentes da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) apreenderam 300 kg de peixe salgado impróprio para o consumo na manhã desta terça-feira (22). A carga estava em diversos veículos interceptados no Posto Fiscal Agropecuário (PFA) da Adepará, no município de Ourém.

“A carga foi interceptada pela Adepará e estavam indo para feiras municipais e para colônia de agricultores. Como não tem procedência, ou seja, não sabemos a sua origem e como foi processada, ela foi inutilizada”, explica o fiscal estadual agropecuário, Aldernei Simor.

A equipe da Adepará que fez a apreensão na barreira é composta pelos agentes de fiscalização Robson Pereira, José Marcos e Dimas Holanda. “Esta operação visa coibir trânsito irregular e clandestino de produtos e subprodutos animais e vegetais”, complementa Aldernei Simor.

O fato de não ter nenhuma documentação mostra que não havia como comprovar que o produto foi beneficiado de forma correta. Produto fabricado sem condições higiênico-sanitárias adequadas é um sério risco à saúde da população se for comercializado. Durante a fiscalização também é realizado o trabalho de educação sanitária, onde os técnicos da Adepará repassam conhecimento e instruem o produtor rural e a população em geral sobre defesa, sanidade e inspeção animal e vegetal para melhorar a qualidade de vida da população

O trabalho de fiscalização do trânsito agropecuário é realizado pela Adepará durante todo o ano nos postos fixos agropecuários e com equipes de fiscalização volante, localizados em pontos estratégicos no estado. Nas atividades são avaliadas as condições sanitárias e a documentação oficial obrigatória para cada tipo de carga transportada. É com esse trabalho que a Adepará mantém o status sanitário do estado e garante novos mercados para a região.