Sobre acessibilidade

Áreas

08/01/2020 - 18:00
 

Nos dias 06 e 07 de janeiro, foi realizada uma coleta de sangue para saneamento da Anemia Infecciosa Equina (AIE), nos municípios de Medicilândia e Senador José Porfírio, sudoeste paraense. Essa atividade ocorre todos os anos, sempre que existe a suspeita de um animal portador da doença.

Foram coletadas amostras de sangue de 72 animais pelo médico veterinário da Adepará Giovani Girardeli (Fiscal Estadual Agropecuário) e Marcio Merencio (Agente Fiscal Agropecuário). As amostras foram enviadas para serem examinadas em laboratórios oficiais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A AIE não é uma zoonose, portanto, não é transferível ao homem. Mas, nos equídeos, ela é transmitida, comumente, por meio de utensílios de animais contaminados e moscas hematófagas, o que gera extrema fraqueza e emagrecimento no animal. Muitas das vezes, os sintomas não são aparentes, sendo necessário o exame laboratorial.

O gerente da unidade regional da Adepará de Altamira, André Pinheiro, destacou alguns cuidados para evitar que os animais sejam infectados. “É ideal que haja um controle do rebanho equídeo e que todos os proprietários possam realizar exames periódicos nos animais para exterminar essa doença dos municípios paraenses”, afirmou.