Sobre acessibilidade

Áreas

23/04/2021 - 18:30

Por Lorena Beltrão (Adepará)

 

Foi assinado na manhã desta sexta-feira (23), na sede da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), um termo de cooperação técnica entre a Agência e o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará (CRMV/PA). O documento foi assinado pelo diretor-geral da Agência, Jamir Macedo, e a presidente do CRMV, Nazaré Fonseca de Souza.

A oficialização da parceria entre as instituições é um marco para a realização de futuras ações conjuntas. Há a pretensão da realização do curso pra resenha de equinos e especializações para médicos veterinários da Adepará ou profissionais da iniciativa privada. A cooperação também envolve o trabalho conjunto para as demandas da classe de medicina veterinária, inclusive neste período de pandemia.

 

 

“A cooperação tem uma importância para o fortalecimento da medicina veterinária, no setor agropecuário, por meio da educação continuada, e um amparo para a sociedade, por meio da fiscalização conjunta dos serviços prestados pelos profissionais”, disse Sumaya Paulino, médica veterinária da Adepará e vice-presidente do CRMV, que também esteve presente na assinatura do termo.

O diretor-geral da Adepará, Jamir Macedo, ressaltou que a oficialização da cooperação entre a Agência e o CRMV era um desejo de ambas as instituições há anos, visto que muitas atividades conjuntas já eram desenvolvidas e agora serão fortalecidas. 

“A assinatura do termo de cooperação técnica é um sonho antigo das instituições, tanto da Adepará quanto do CRMV. Apesar de nós, por muito anos, fazermos ações em conjunto, hoje podemos celebrar de forma oficial nossa cooperação técnica. E é fundamental porque, por meio desse termo, a gente consegue executar ações como treinamento de médicos veterinários e viabilizar questões relacionadas a capacitações dos profissionais tanto da Agência quanto da iniciativa privada”, disse.

Com o propósito de ampliar a gama de diálogos e capacitações, a Adepará possui parceria técnicas com outras instituições como a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater/PA), para que o trabalho não seja realizado de forma isolada.

A Agência também conta com o apoio de prefeituras e sindicatos rurais que cooperam com o desenvolvimento do trabalho, compartilhando informações e cedendo espaços para atuação.

“Temos uma ótima via de relacionamento com várias instituições do setor público e privado, como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará, onde os nossos engenheiros agrônomos estão inseridos. Temos buscado, como Agência, esse tipo de parceria com os demais órgãos públicos e privados, sindicatos rurais e associações para fortalecimento da defesa agropecuária no Pará”, completou Jamir.