Sobre acessibilidade

Áreas

24/10/2019 - 08:30

 

Com atividades lúdicas e distribuição de alimentos, a Adepará, em parceria com o Ministério Público do Estado (MPPA), encerrou a programação alusiva ao Dia Mundial da Alimentação Saudável - 16 de Outubro -, na manhã desta quarta-feira (23), na Praça Batista Campos, em Belém. Um seminário realizado no auditório do Ministério Público abriu no último dia 16 a programação, que também incluiu palestras educativas em escolas.

Na Praça Batista Campos, cerca de 200 alunos, de cinco escolas públicas da capital, participaram de jogos e atividades teatrais que enfatizaram a importância da alimentação saudável e sustentável. Os estudantes também visitaram estandes de várias instituições parceiras do evento, como secretarias de Estado e outros órgãos da administração estadual. 

No estande da Adepará, servidores da Gerência de Educação Sanitária distribuíram frutas, queijo, iogurte, água de coco e caldo de cana, e mostraram ao público o papel desempenhado pela Agência na garantia da sanidade da produção de alimentos de origem animal e vegetal, para que cheguem com qualidade à mesa da população. As crianças também receberam cartilhas com informações sobre prevenção de pragas que podem atingir os pomares.

  

Atribuições

Para a gerente de Educação Sanitária Lucilene Nascimento, a participação da Adepará foi importante para informar à sociedade o trabalho realizado pela Agência. “Nós estamos demonstrando como a Adepará trabalha para levar uma alimentação saudável ao consumidor, por meio da certificação e fiscalização dos alimentos. Por isso, precisamos do apoio de toda a comunidade para divulgar nosso trabalho”, disse Lucilene Nascimento.

 

  

A diretora de Defesa e Inspeção Vegetal, Layse Barbosa, ressaltou a importância das parcerias para a consolidação da iniciativa. “Esse evento teve sua primeira edição em 2007, e vale ressaltar que foi idealizado pela Adepará, que buscou o Ministério Público do Estado como parceiro, para que pudesse realizá-lo. A partir de então, várias outras instituições foram convidadas, para que somassem conosco”, contou a diretora, que também aprovou o local da programação. “Realizar o evento na praça permite que sejam desenvolvidas atividades ao ar livre, com uma maior integração e contato com a natureza”, acrescentou.

  

Saiba mais informações sobre o evento clicando na matéria da Agência Pará, disponível em: https://agenciapara.com.br/noticia/15906/