Sobre acessibilidade

Áreas

29/11/2017 - 11:00

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado Pará (Adepará) informa que, após conhecimento da operação da Polícia Civil de mandado de busca e apreensão em desfavor de servidores efetivos da Agência, suspeitos de cobrança de propina para emissão de GTA, já está tomando providências administrativas e judiciais, através de sua corregedoria.

A Adepará informa também que já está deslocando uma equipe, formada pelo procurador chefe e a corregedora da Adepará, para os municípios de Redenção, Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras, para tomar conhecimento dos fatos e, de acordo com o que for apurado, adotar as providências cabíveis.

A atual gestão da Adepará, que assumiu em maio deste ano, não tolera esse tipo de postura e, desde então, está organizando e reestruturando o órgão, coibindo essas infrações por meio de Processo Administrativo Disciplinar e tomando como providência preventiva, a implantação do novo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec-3) onde o próprio produtor, direto pela internet, utilizando um computador convencional ou um celular (smartphone), vai poder fazer os procedimentos para emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA), de forma que torne mais seguro e transparente os procedimentos que envolvam a arrecadação e o trânsito de animais.