Sobre acessibilidade

Áreas

19/12/2019 - 15:00

 

Propostas para combater a ilegalidade no setor produtivo madeireiro foram apresentadas pela Adepará, na manhã de ontem (18), em uma reunião ocorrida na sede da Agência.

A engenheira agrônoma e diretora técnica de Defesa e Inspeção Vegetal, Layse Bastos, representou o órgão na ocasião, que também teve a presença da equipe do setor responsável pela emissão do Certificados de Identificação da Madeira (CIM) e do representante do Conselho Temático de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), Deryck Martins.

Foram contemplados assuntos como o monitoramento, a fiscalização e o controle das saídas dos produtos e subprodutos florestais do Estado do Pará, além do procedimento de identificação científica e cubagem das espécies de madeiras serradas, que serão transportadas para outros Estados da Federação.

A iniciativa visa combater a ação ilegal que existe no segmento, bem como, agregar valor à madeira, por meio da identificação real da espécie comercializada. Novas reuniões com o setor estão previstas para janeiro de 2020.