Sobre acessibilidade

Áreas

16/11/2020 - 16:30

Começou hoje (16) e seguirá até a próxima quinta-feira (19), de forma on line, a capacitação técnica para formação de supervisores em defesa sanitária animal. Promovido pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), o curso tem como objetivo capacitar médicos veterinários fiscais estaduais agropecuários para o trabalho de supervisão periódica das atividades técnicas realizadas em campo.

“Instituímos, este ano, Equipe Estadual de Supervisão e Padronização das atividades da Adepará no Estado. O grupo é composto por fiscais estaduais que atuam no campo e por fiscais que atuam na unidade central para que possamos unir a expertise e experiência dos dois locais. A partir desta união de conhecimentos técnicos, práticos e teóricos vamos conseguir realizar ações de supervisão em todos os escritórios do Estado e a padronização dos procedimentos a partir da atuação desta equipe de supervisores que está sendo formada”, detalha o diretor-geral da Adepará Jamir Macedo. 

Os veterinários que participam do curso foram selecionados pela Diretoria de Defesa e Inspeção Animal e pela Gerência de Defesa Animal que coordena a capacitação juntamente com a Equipe Estadual de Supervisão e Padronização da Adepará. A abertura do evento foi feita pelo diretor-geral da Adepará e pelo auditor fiscal da Superintendência Federal de Agricultura de Santa Catarina, Roberto Hausen. Em seguida, Hausen falou aos presentes sobre a classificação e processo das auditorias e supervisões e sobre o perfil do auditor.

Também durante o primeiro dia, os veterinários da Adepará participaram de palestra sobre bem estar animal e aprimoraram conhecimento acerca da produção de planilhas de supervisão com gerentes da Adepará. Amanhã a programação iniciará com Roberto Hausen detalhando o processo e a execução de auditorias e supervisões e seguirá com a palestra da auditora fiscal federal agropecuária Luciana Cherr da Superintendência Federal de Agricultura no Pará sobre metodologia do programa Quali-SV (Qualidade do Serviço Veterinário). Os dois últimos dias da capacitação serão dedicados às atividades práticas, reuniões de equipes e gestores e apresentação de resultados. 

Plano Estratégico

Segundo a gerente de defesa animal, Melanie Castro, o curso atende a mais um importante item do Plano Estratégico do PNEFA 2017-2026. 

"Estamos atendendo mais um importante item do Plano Estratégico 2017-2026 . Preparando-nos, através desta capacitação em supervisão que a Adepará realiza pela primeira vez em sua história , para elegermos posteriormente o grupo efetivo que fará parte da Equipe de Supervisão e Padronização da Adepará. Realizando as atividades a nível de campo e da unidade central fundamentadas nas ferramentas metodológicas do sistema Quali SV", explica a gerente.

A Adepará tem se comprometido a cumprir as medidas estabelecidas pelo Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (Pnefa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). 

Em 2018, o Pará foi incluído na zona livre com vacinação, juntamente com os Estados de Roraima, Amapá e Amazonas, configurando a totalidade do território brasileiro como livre de febre aftosa. Desde abril de 2006, o Brasil se mantém sem ocorrência da doença.

Texto: Aycha Nunes