Sobre acessibilidade

Áreas

13/11/2018 - 10:15

 

  

Com o objetivo de estreitar as relações e manter parcerias no controle da raiva dos herbívoros nas fronteiras dos Estados do Tocantins e Pará, a responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros da Adepará, Arlinéa Rodrigues   acompanhou as ações desenvolvidas pela Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) para o controle da zoonose durante visita técnica no período de 5 a 9 deste mês. 

A equipe técnica responsável  pelo  Programa de Controle da Raiva dos Herbívoros -PECRH, coordenada por José Emerson Cavalcante,  apresentou  as estratégias de atuação  para o controle da raiva nos herbívoros aplicadas no  Estado do Tocantins.  A  representante da Adepará pode  acompanhar  a atuação da equipe de captura dos morcegos  em campo, observando as abordagens, metodologias   de  cadastramento e monitoramento de abrigos naturais e artificiais, assim como as orientações direcionadas aos produtores rurais nos municípios de Jaú do Tocantins e Caseara.

A metodologia executada pela Agência de Defesa do Tocantins  vem trazendo resultados bastante positivos para o controle dos casos de raiva, uma vez que as equipes de capturas do Tocantins  são equipes exclusivas  para ação de captura e cadastramento de abrigos de morcegos hematófagos, onde cada equipe é composta por um médico veterinário e dois técnicos capacitados ,treinados e pré-imunizados para as referidas ações.

  A metologia utilizada no Tocantins com equipes exclusivas  para atuação no PECRH em conjunto com as ações de capturas em abrigos de morcegos hematófagos tem mostrado resultados bem satisfatórios do que somente  os  que  são realizados em  capturas convencionais com rede em curral, observação feita in loco durante  ação conjunta com a presença da  médica veterinária da Adepará, Arlinéa Rodrigues no Tocantins,  que constatou a evolução dos últimos anos do programa após implantação das equipes exclusivas. 

Ainda segundo Arlinéa Rodrigues, a metodologia utilizada na Adapec  é de grande importância e eficácia para atingirmos maiores resultados e progresso no programa de controle da raiva no Pará. Com isso,  a  Adepará não medirá esforços para conseguir o quanto antes a implantação de tal estratégia em nosso estado.