Sobre acessibilidade

Áreas

16/10/2019 - 17:30

Entre os dias 15 de agosto e 15 de outubro, a Adepará promoveu a campanha de vacinação contra a febre aftosa no arquipélago do Marajó. O objetivo foi garantir a sanidade e imunidade do rebanho em uma etapa única. Agora, a atenção deve estar voltada à comprovação da vacinação, que deve ser feita pelos produtores marajoaras até o dia 30 de outubro deste ano, por meio da nota fiscal da aquisição.

A Agência de Defesa do Pará atua de acordo com o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa para manter a segurança dos rebanhos. Um dos principais programas de defesa sanitária animal da Adepará é o de erradicação da febre aftosa, criado para manter e ampliar áreas livres da doença. A Agência é responsável pela fiscalização das propriedades, com vistoria e inspeção de animais, além de executar e avaliar campanhas de vacinação contra a febre aftosa no estado. A doença não é transmissível ao ser humano, porém, o consumo da carne dos animais que possuem esses vírus deve ser evitado. Hoje, o Pará é uma zona livre de febre aftosa com vacinação. A suspensão da vacina está prevista para 2021.

Confira mais informações em duas matérias divulgadas sobre o assunto na Rádio Agência Pará, disponíveis nos links abaixo: 

https://www.agenciapara.com.br/exibe_audio.asp?id_midia=368

 https://www.agenciapara.com.br/exibe_audio.asp?id_midia=379