Sobre acessibilidade

Áreas

17/12/2020 - 12:30

 

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) está descentralizando o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), levando esse serviço ao oeste paraense. A expectativa é que, a partir da próxima semana, o SIE já esteja em funcionamento. Com a implantação do serviço na região, novas empresas serão cadastradas e novos produtos certificados, o que resultará no fomento da agropecuária local, mais emprego e renda.

 

A ação faz parte de uma estratégia de governo de interiorização das atividades voltadas à melhoria da defesa agropecuária, ao desenvolvimento de agroindústrias e de seu cadastramento junto à Adepará. Na tarde de quarta-feira (16), o diretor geral da Adepará, Jamir Macedo, esteve na Regional de Santarém, para finalizar os preparativos para o início do SIE na cidade, que atenderá os municípios da região oeste paraense.

 

     

 

“Ademais, a descentralização do serviço, aproxima a Adepará do produtor, proporciona mais celeridade aos processos e facilita o acesso à certificação. Essa é uma das nossas propostas: estar cada vez mais perto dos produtores, contribuindo para o desenvolvimento local e gerando mais empregos e renda aos paraenses”, pontou Jamir Macedo, diretor-geral da Adepará.

 

Hoje, o oeste paraense, constituído pelas regiões dos territórios do Xingu, Tapajós e Baixo Amazonas, representa 60% do território estadual e não possui nenhuma empresa com registro no SIE, na categoria industrial e artesanal, com exceção de apenas um registro de granja de ovos, entregue em agosto de 2020.

 

“O governo do Estado tem o trabalho muito intenso no sentido de estarmos por todo o Pará. Nesse sentido, a Adepará está fazendo uma série de atividades, como o Programa Territórios Sustentáveis, no município de São Félix do Xingu, Ourilândia do Norte e Tucumã, com ações voltadas à melhoria da defesa agropecuária, ao desenvolvimento de agroindústrias e seu cadastramento junto à Adepará, para que possamos promover a comercialização desses produtos e a regulamentação dos produtores rurais através dos nossos cadastros. E, a descentralização do SIE aqui para Santarém é mais uma destas ações, fazendo parte desta política do governo”, informou Jefferson Oliveira, diretor de Defesa e Inspeção Animal, também presente na ocasião.

 

Integração

Ainda durante a viagem ao oeste do Pará, Macedo e a equipe da Adepará estiveram reunidos com o secretário Regional de Governo, Henderson Pinto. Na ocasião, esteve na pauta do encontro as estratégias da agência para apoiar e desenvolvimento do setor produtivo na região de Santarém e municípios vizinhos.

 

Entre os principais assuntos tratados na reunião estiveram a descentralização do Serviço de Inspeção; ações relacionadas ao plano estratégico de retirada da vacina contra a febre aftosa do Pará; realização de ações de educação sanitária voltadas para pequenos produtores, agricultura familiar e a importância das ações de defesa sanitária para desenvolvimento da agropecuária local.

 

Durante o encontro, o secretário Herdenson Pinto se colocou à disposição da Adepará e informou que está entre as suas funções apoiar e acompanhar o desenvolvimento das secretarias e órgãos vinculados ao Estado na região para o bom desenvolvimento e presença do Governo na região oeste.

 

Também estiveram presentes na reunião o diretor de Defesa e Inspeção Animal, Jefferson Pinto, o chefe de gabinete, Dênis Renault, e o fiscal agropecuário André Reale.

 

      

 

Dia de Campo – Ainda durante sua passagem pela regional de Santarém, Jamir Macedo participou do Dia de Campo Cultura da Mandioca, no distrito de Boa Esperança, em Santarém. Durante o evento, além de buscar a constante aproximação com os produtores, a Agência contribuiu levando orientação e instrução para os produtores rurais, possibilitando a produção sustentável e com segurança.

 

Na oportunidade, o diretor-geral da Adepará falou sobre a descentralização da inspeção sanitária para a região, que possibilitará aos produtores rurais encaminhar documentação das agroindústrias, receber orientações quanto ao registro no município de Santarém, sem a obrigatoriedade de ir à central da Agência.

 

Texto: Manuela Viana