Sobre acessibilidade

Áreas

Coral vozes da Adepará retoma as atividades em 2017

O coral Vozes da Adepará retomou as atividades neste mês de janeiro, após uma pausa de três semanas durante as festas de fim de ano. A última apresentação do grupo ocorreu no dia 22 de dezembro, em um palco montado em frente à sede da Agência, na Avenida Pedro Miranda, feita de forma aberta e que reuniu e emocionou um público diversificado, formado por servidores e dezenas de crianças, idosos e adultos que passavam pela rua e pararam para apreciar as canções.

Agroindústrias paraenses têm seus registros renovados pela Adepará

Mais três indústrias artesanais paraenses tiveram seus registros renovados pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e poderão continuar comercializando sua produção de forma legal. A renovação possibilita a geração de renda e emprego, a oferta de produtos de qualidade, além da manutenção de empresas no mercado. Atualmente, quase 100 agroindústrias artesanais registradas de origem animal e vegetal estão em pleno funcionamento no Estado do Pará.

Amapá busca experiência no Pará sobre o registro de produtos artesanais

Uma comitiva do Estado do Amapá está em visita técnica ao Pará para conhecer o trabalho de registros de indústrias artesanais realizado pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará). O grupo faz parte da área vegetal da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro). “É uma espécie de intercâmbio para conhecermos a expertise paraense. Já visitamos alguns municípios produtores e setores da Adepará, para conhecermos melhor a atividade”, diz o coordenador de Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária, da Diagro, Flávio de Paula.

 

Trabalho de sanidade garante a ampliação da criação de mulas no pará

Conquistar confiança e respeito de um animal requer além de tempo e trabalho, habilidade, paciência e amor. A doma racional, que leva em consideração, sobretudo, o bem estar, é bastante conhecida em equídeos, mas uma jovem zootecnista paraense vem se dedicando, desde 2007, a um trabalho diferente: a doma de muares, popularmente conhecidos como burros e mulas.

Monte Alegre exporta sua primeira carga de limão pra Inglaterra

No começo de janeiro, as primeiras carretas carregadas de limão do tipo tahiti começaram a sair do município de Monte Alegre, localizado na região do Baixo Amazonas, com destino a São Paulo, mais precisamente para o porto de Santos. O destino dessa primeira carga, composta por 23 toneladas de limão, é a Inglaterra.